29 junho, 2011

"Feitiços e Sutiãs" de Sarah Mlynowski


“O primeiro ano na nova escola não está indo muito bem para Rachel. A melhor amiga, Jewel, a trocou pela turma descolada, a irmã caçula tem peitos maiores que os seus, e o pai – o qual ela secretamente sonhava que se apaixonasse novamente pela mãe - está se casando com uma mulher que ela detesta!

Quando tudo parece perdido, Miri, sua irmã mais nova, descobre que herdou poderes mágicos da mãe – uma bruxa não praticante que nunca sequer comentou sua ex-vida mágica com as filhas ou o ex-marido - ao ressuscitar uma lagosta no meio de um jantar formal; e passa a representar para Rachel a forma de realizar todas as suas fantasias adolescentes.
Não preciso dizer no que isso vai dar, né?”
Aos 13 anos mais ou menos que li o primeiro livro da série Rachel, de Sarah Mlynowski, “ Feitiços e..hm... esqueci do resto!”; pelo menos era esse o título que eu respondia para qualquer pessoa que me perguntasse sobre qual livro eu estava lendo.
A dificuldade de ler um livro com um título desses faz você se colocar nas posições mais bizarras quando está lendo fora de casa, exemplo: posição fetal. Tapa perfeitamente a capa com os joelhos, mas te deixa com uma cara de emo anti-social...
No entanto, o livro em si é muito legal, principalmente para uma garota de 13 anos que é fascinada por bruxaria e que, no seu aniversário de 11 anos, ficou rezando e esperando ansiosamente que recebesse uma carta de Hogwarts (nunca se sabe, né?).
Apesar da futilidade de Rachel, ela é uma boa pessoa e muito engraçada, e acaba se metendo em cada coisa... Miri, em compensação, é muito centrada e fofa, mas sempre acaba se deixando levar pela irmã. Já em relação a mãe bruxa-não-praticante, apesar dela parecer uma mãe normal, eu não gostaria de ter ela como mãe... Quer dizer, ela mentiu durante 14 anos para AS FILHAS!!!! Que TIPO de relação mãe-filha é essa?
Esse é o tipo de livro bom de ler naqueles dias que você busca algo bem leve, pra rir e aproveitar a alegria de um dia sem nada para fazer e praticar a arte maravilhosa do ócio produtivo.
Ps. A resenha dos próximos da coleção em breve...
Bjkss Pimpa ;)

27 junho, 2011

Resenha: "Tatuagem" de Jennifer Lynn Barnes

"Bailey e suas três inseparáveis amigas não podiam imaginar que as quatro tatuagens temporárias que encontraram no shopping – perfeitas para usar na festa do colégio – lhes dariam poderes psíquicos, como previsão do futuro e leitura de mentes, e as arrastariam para o centro de uma disputa mais antiga que o próprio tempo."

Cara, o que eu posso dizer sobre esse livro? Talvez eu deve começar dissendo que eu se eu pudesse voltar no tempo para semana passada quando eu, alegre e saltitante, cometi o erro de alugar esse livro na biblioteca da minha escola ao invés de "Labirinto de Ossos" (O que não vem ao caso). O que importa é que eu me arrependo dessa minha decisão, porque esse livro não passa disso: Um ERRO! E não para, toda vez que você acha que nada mais WTF pode acontecer, você descobre que estava friamente enganado.
Mas deixem com que eu me explique melhor:
Primeiro, vamos começar com os nome das protagonistas : Bailey_ Esse nome me lembra a (Muffin) personagem que substitui a Maddie no Zack e Cody, e eu não gosto dela. Zo_ Mas, na verdade é pior do que isso, o nome dela é Zo-Claire. Sei lá, me lembra Zoológico. Delia_ Pra mim isso é nome daquelas coordenadoras de escola (Sem ofensa) e não o nome de uma patricinha. Anabelle_ Tá, desse eu gostei... Principalmente do apelido dela A-Belle.
Depois, meu problema foi que essa autora não escreve muito bem e também ignora friamente a transição que deve haver de um espaço para o outro. Tipo, elas estão num quarto conversando e num passe de mágia elas já estão no Shopping sem nenhum motivo aparente para essa mudança.
Sabe, eu entendo que a autora escreveu esse livro com a intenção de escrever um Harry Potter da vida. Aquele tipo de livro que não faz sentido nenhum e justamente por não fazer sentido nenhum acaba sendo extremamente legal e interessante. Mas, o erro que nossa querida (Nem tanto...) Barnes cometeu foi querer juntar TODAS as religiões e mitológias e etc. conhecidas pelo homem e quando ela fez isso ela esqueçeu de fechar a linha de raciocínio, porque é muita informação! E até mesmo ela deve ter se perdido enquanto escrevia esse livro!
Acho que depois de ter lida esse livro inteiro eu não esperava nada desse final, mesmo assim o final conseguiu deixar muito a desejar. Porque, sei lá, eu esperava que no final uma luz baixasse nessa mulher e ela conseguisse salvar essa história, entretanto o final é previsível e um pouco bobinho...

SPOILER:
E quem você pensa que é, Jennifer Lynn Barnes, para dizer que o Poseidon é uma menina?????? Fim do Spoiler

Bjuos,
Fernanda

25 junho, 2011

Ouran High School Host Club



Pode não ter o desenho mais bonito do mundo, mas esse mangá é muuuiito engraçado! E a Panini acabou de lançar o penúltimo volume, o 17!! Acho bom quem já é fã correr atrás! Rsrs



Nele, a garota Haruhi consegue uma bolsa de estudos na famosa OuranHigh School, a escola onde estuda a elite da elite no Japão.

Como ela é uma garota muito relaxada, resolveu ela mesma cortar o seu cabelo (detalhe: sem os óculos) e por isso ele agora está uma M. Além do mais, logo no primeiro dia de aula, ela usa a primeira roupa que está no armário (que é feeeeia que dói). E, como além de tudo ela ainda é uma TÁBUA, não é surpresa nenhuma que tenham confundido ela com um menino. Até a PIMPA achou que era um menino (nas palavras dela: “Porquêêêê? Era o mais bonito até agora!!”). E, bom, até EU achei que era um menino. Odeio adimitir, mas a Pimpa tinha razão.



Mas enfim, TODOS acham que ela é um menino (e o mais impressionante é que ela não se importa). Quando ela está procurando a biblioteca, vai parar acidentalmente na sala do Host Club, um clube criado pelos cinco garotos mais lindos do colégio para entreter as meninas, e acaba quebrando um vaso carésimo que, por ser NORMAL, ela nunca teria condições de pagar. Então, para quitar sua dívida, ela passa a fazer parte do clube, até conseguir a quantidade estabelecida de X clientes (desculpe, eu não lembro agora, mas podem crer que são MUITOS).

Todos do Host Club acabam descobrindo que ela é na verdade uma menina, e é aí que fica tudo mais engraçado! E é aí também que começam os romances...



O que faz a história ser hilária são, sem dúvida, os personagens exêntricos:



- Haruhi é aquela garota do tipo “não estou nem aí com a vida” e vive dando um fora em todo mundo (ela é beeeem sincera, se é que você me entende), mas com o tempo ela vai aprendendo a demonstrar melhor seus sentimentos e encontra o seu “lado feminino” (wow! Ela tem um!!).










- Tamaki é aquele garoto lindo e acéfalo. Hiperativo, inocente e narcisista, todos vivem zoando ele. Eu tenho até peninha! É o líder do Host Club.








- Hikaru é um dos gêmeos. Adora fazer brincadeiras e pregar peças em todo mundo. Ele e o irmão são MUITO engraçados!



- Kaoru é o outro gêmeo. Como o irmão, ele também adora zoar, mas com o tempo você vai percebendo mais a diferença entre eles. Kaoru é bem mais sensível e “pé no chão”.








- Kyouya é o “cabeça” do grupo. É como um gênio do mal. Mas tem também seus momentos fofinhos!








- Haninozuka, Hani ou ainda Honey é o mais velho, mas o mais bebezão. Ele gosta de doces, bolos e coisas fofinhas, e tem um coelhinho de pelúcia que carrega para quase todo lugar. Em compensasão, é o melhor da escola em artes marciais, e nem queira ver ele acordando cedo!!








- Mori é... Bem, o Mori. Ele não é de falar muito, e muitas vezes eu até me esqueço de que ele está na cena. É também um dos mais velhos e bom em artes marciais.








Além disso, eles ainda formam uma família feliz na escola, onde Tamaki é o pai, Kyoya é a mãe, Haruhi é a filha e os gêmeos são os irmãos dela. (Hani e Mori são o que? Os amigos? Vizinhos? Ninguém sabe...).

E não, nenhum deles é gay. Tirando o pai da Haruhi, que é um drag queen...



Bom, deu pra ver que ninguém no mangá é muito normal, mas, por incrível que pareça, dá pra se identificar muito com os personagens. Quer um exemplo? Aí vai:

“Tamaki está doente e manda uma mensagem para os amigos, dizendo que está gripado, cansado, com a cabeça doendo e o nariz escorregando, e que não vai poder ir para a escola.

Hikaru: Iiih, ele parece estar mal mesmo. Tanto que escreveu ‘escorregando’ ao invéz de ‘escorrendo’... Vou guardar essa mensagem pra zoar ele depois ^^!!”

E as falas vêm sempre acompanhadas de desenhos MUITO hilários!! Eu ficava encarando os desenhos e rindo alto, tanto que quem estava por perto às vezes perguntava se eu estava bem...



Enfim, é um mangá superrecomendado, mesmo para quem nunca leu um na vida! Ele tem 18 volumes e, como eu disse, o penúltimo já foi lançado esse mês!


Bjos,

Carol xD

23 junho, 2011

Resenha: "X-men: Primeira Classe" (2011)

"O filme mostrará o começo da saga dos X-Men, antes de Charles Xavier e Erik Lensherr usarem os codinomes Professor X e Magneto, quando eram apenas dois jovens descobrindo seus poderes mutantes. Antes de serem inimigos, os dois era amigos próximos, trabalhando juntos, ao lado de outros mutantes (alguns conhecidos, outros não), tentando impedir a maior ameaça que o mundo já viu."

Tá, eu tenho que admitir, por mais que eu ame X-men e esteja adorando ver ação ganhar vida nas salas de cinema, estão tranformando-a em uma franquia caça-níquel. Fala sério, podiam pelo menos dar um espaço entre os filmes para dar uma disdarçadinha...
Voltando ao filme em si, acho que para os padrões Hollywodianos esse pode ser considerado o melhor filme da franquia até agora. MAS, para todos, como eu e a Gabi, que são fãs dos quadrinho e conhecem a VERDADEIRA história, esse é o filme mais infiel de todos!!!
Então, eu não consegui apreciar o filme, porque sempre que acontecia uma coisa abusarda que não acontece nos quadrinhos eu só conseguia pensar: "Agora, todas essas pessoas vão sair daqui pensando que essa é a história verdadeira!!!!"
Quer exemplos? Eu tenho muitos! Vamos só começar com aquela palhaçada do Xavier ser "amiguindo de infância" da Mística, na verdade eu acho que tudo relacionado a Mística nesse filme é um erro! Aquele romancezinho que tentaram fazer entre ela e o Fera?! Ou não, a forma alternativa de como o Xavier fica paraplégico? ARGH!!!!! Melhor para por aqui...
Entretanto, antes que vocês acabem o post achando que eu odiei o filme, eu não odiei, da segunda vez que eu vi. Depois de ver pela primeira vez e ter meu surto de "Por que os roteristas nunca se dão ao trabalho de ler a obra original?", na segunda vez eu começei a achar a trama bem desenvolvida. Sabe, o filme se enfoca menos na questão mutantes e mais na questão de que eles são pessoas como todos e além de sofrerem todas as pressões que um pessoa normal passa por essa fase de amadurecimento, eles tem um inconveniente a mais: o fato de serem rejeitados pela sociedade por serem mutantes. Isso fica bem explícito nos conflitos da Mística e do Fera em lidar com a própria aparência ou o Alex em lidar com ordens e regras.
Os efeitos especiais desse filme são muito inferiores ao dos anteriores, é só comparar o Fera já na sua forma azul com o "X-men: Confronto final" ou a Emma Frost na sua forma de diamentes com a cena do "Wolverine: Origens". Entretanto, a maquiagem que usam no corpo da Mystique continua incrível.
As atuações são boas, principalmente o ator do Magneto (Michael Fassbender) e a atriz da Emma (January Jones). Ela principalmente me imprecionou porque em Mad Man ela é aquela dona de casa dedicada e no filme ela conseguiu incorporar bem o jeito slut da Emma. A única que eu achei fraquinha foi a atriz da Mística, não é que ela fez feio, mas eu gostava tanto da antiga... Porém, o maior Fail é o Xavier ter quele sotaque britânico, o ator dele podia ter dado um jeito de disfarçar um pouquinho né? (Acabei de me lembrar, eu achei o Xavier um VACO nesse filme! Porque ele é fofo e legal com todas as pessoa do universo menos com a Mística, a MELHOR AMIGA dele!!!! Não é surpresa ela querer ir com o Erik...)



Resumindo, se você gosta de X-men porque você via os desenhos quando era menor, viu todos os filmes lançados no cinema, mas não sabe muito sobre a história original, provavelmente, você vai achar que esse é o melhor filme da série. Porque realmente é um bom filme que trata muito bem de assuntos que afligem que passa por essa fase Mas se você conheçe os quadrinhos você vai pegar sua bazuca e tentar descobrir onde moram os roteiristas desse filme. (Para essas pessoas sugiro que tentem ver esse filme novamente como se fosse uma pessoa leiga sobre X-men, aí talvez passem a gostar um pouquinho.)

Bjuos,
Fernanda

A Caçadora

Ai, esse livro eu estava morrendo de vontade de ler!! E imagine qual não foi a minha surpresa quando a Giu me deu ele de aniversário! Iuupi =D!!

A Caçadora é uma série de livros escrita por Viviane machado, sob o nome artístico de Vivianne Fair. Ela é conhecida por muitos também como "chefa", e tem seu próprio blog. Foi lá que eu fiquei conhecendo os personagens Zack e Jessi, e depois de ler umas resenhas e tirinhas com esses personagens, fiquei morrendo de vontade de ler a história! Parecia ser muito engraçada!!

A história do livro é sobre Jessi, uma secretária de um contador com quase 30 anos de idade. Bom, era, até que seus pais lhe revelam que ambos são caçadores de vampiros e que cabe à ela seguir a tradição da família.
Ela, claro, pensa que os pais enlouqueceram. Mas, depois de tanto insistirem, Jessi acaba topando ir até a Pensilvânia para caçar seu primeiro vampiro, um tal de Eric. (É claro que a recompensa generosa que receu adiantado não teve nada a ver com isso...).
Enfim, Jessi tem então que se passar por adolescente em uma universidade para achar o vampiro, e acaba fazendo a mizades com garotas otakas*.
Só que lá ela acaba encontrando o vampiro errado, Zack. E Zack é muito, muito gato, então ela logo se apaixona por ele. Só que, além de gato, ele também é muito metido, então os dois vivem discutindo, o que torna o livro bem engraçado. Isso e o fato da Jessi ter sérios probleminhas. Quer dizer, eu ria muito com os comentários dela. Mas em outras partes eu me identificava um pouco.
Mas não fiquem achando que o livro é bobinho ou infaltil - sabe, todo aquele negócio de julgar o livro pela capa... - porque na verdade a história é bem interessante! Bom, deu uma viajadinha legal nos últimos capítulos, mas no meio é cheio de mistérios. Você não sabe se Zack é o vampiro bom ou o malvado que matou umas garotas adolescentes há um ano atrás... TAN TAN TAAAN O.O (nem vem que eu não falo nada xP). Foi nessa parte que eu li que nem uma louca, porque eu estava aflita, querendo saber logo o que acontecia!! E fiquei bem surpresa com o final!

Bom, resumindo, o livro é divertido, engraçado e tem momentos bem sexys entre o Zack (já falei que adoro esse nome?) e a Jessi, hehe =P. Tudo isso fugindo, claro, daqueles clichês que eu já não aguento mais, que quando não é com vampiro agora é com anjos que têm sexo.

Então é isso aí, people!

Bjos,
Carol




*OBS: Sabe, nós do 7 Random achamos que só uma pessoa muito otaku pode chegar ao ponto de mencionar animes, mangás, cosplay ou literalmente a palavra "otaku" num livro. Tipo a Meg Cabot, quando em Pegando Fogo ela cita que os personagens vão em uma convenção onde as pessoas se fantasiam (humm...), ou em Cidade dos Ossos e Cidade das Cinzas, de Cassanda Clare, onde Clary e Simon ficam vendo animes de vez em quando e até o Naruto aparece. Digo, o mangá, não o personagem. Logo, não se surpreenda se você ver nesse livro menções relaconadas a animes, mangás, orelhinhas furry e cosplays.

SFDS + Resenha : O Código da Vinci



Um assassinato dentro do Museu do Louvre, em Paris, traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo que foi protegido por uma
sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo. Assim começa o Livro de Dan Brown. A vítima, o curador do museu, Jacques Sunière, seria o líder desta antiga
sociedade secreta, o Priorado de Sião, que já teve como membros gente famosa como Sir Isaac Newton, Botticelli, Victor Hugo e, é claro, Leonardo da Vinci.
Momentos antes de morrer o curador deixa uma pista cifrada na cena do crime acreditando que desta forma apenas sua neta Sophie Neveau, que era criptógrafa, poderia decifrar. Mas ela falha e é ai que entra Robert Langdon, um famoso professor de simbologia de Harvard.
As circunstâncias acabam levando os dois a serem considerados suspeitos do crime e precisam encontrar a verdade oculta nas obras de Da Vinci enquanto percorrem as ruas de Paris e Londres tentando decifrar um complicado quebra-cabeças que pode levá-los a um segredo milenar que envolve a Igreja Católica Jesus Cristo e
Maria Madalena.



Esse livro é realmente fantástico. E olha que eu sou meio preguiçosa pra ler, mas esse aí eu devorei em dois ou três dias ! Sério, é maravilhoso !
Primeiro, adoro suspenses. E esse livro traz uma trama bastante original e enigmática, que vai levar os leitores a ficarem boquiabertos no decorrer do livro. Pena que eu viajei pra Paris antes de ler esse livro, por que se fosse depois, eu com certeza sairia que nem uma fangirl alucinada procurando as pistas, principalmente na Mona Lisa, hehe ^^
Além disso, eu também sempre gostei de caça-palavras, sudoku, quebra cabeças, esses jogos que testam a mente, e esse livro tem BASTAANTE DISSO ! Sério, quando você encontra mais uma pista, você fica do tipo : "Ah, não ! Agora eu TENHO que saber como resolver isso ! Eu TENHO !" Pois é, imaginem essa criatura no avião indo pra Fortaleza, lendo isso depois na praia e no Beach Park o/
Também, vamos combinar, o Robert Langdon é PERFEITO ! Ele é charmoso, engraçado, solta umas tiradas espertas e sarcásticas, e muitas vezes não-intencionais ! Também gosto da Sophie, mas não tanto quanto a Vittoria, que é do livro anterior a esse (que eu postarei uma resenha em breve).


E vamos aproveitar que esse livro foi o maior sucesso que virou até filme ! Com os atores maravilhosos : Tom Hanks, Audrey Tautou (que fez o filme Coco antes de Chanel), Ian McKellen, Paul Bettany e Jürgen Pronchnow (que fez o parceiro policial de Steve Martin, em a Pantera cor-de-rosa !)

Eu até gostei do filme, mas o livro não tem nem comparação. Mil vezes melhor, como sempre. E o problema é que tem muuuuuita informação, por causa dos enigmas e charadas e tudo o mais, então ver o filme primeiro pode te deixar bem..perdido.
Outra coisa que me decepcionou : Tom Hanks. Quer dizer, adoro ele e o acho um excelente ator, mas poxa ! Eu imaginava o Robert como um George Clooney da vida ! Buá T_T
Mas enfim, não deixem de ver, porque é um filme intrigante e muito legal ! E qualquer coisa, se ficarem meio perdidos, perguntem pra seus pais, avós, amigos, sei lá ! Porque tenho certeza que ALGUÉM da sua família deve ter lido !


Beijinhos e bom feriado !

22 junho, 2011

Eduardo e Mônica: Um história de amor

"Quem um dia irá dizer que existe razão
Nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer
Que não existe razão?"

Se você nunca ouviu esses versos, desculpe, mas você com certeza não mora no Brasil!!! Um das mais populares músicas de uma das bandas que mais influenciou a geração dos anos 80 e 90, Legião Urbana (Juro que um dia ainda faço um What's on in my Ipod sobre eles, mas por enquanto vou falar só sobre essa música incrível!!!!) Ela conta a história de dois jovens que apesar de não terem quase nada em comum, acabam se apaixonando do mesmo jeito. A música, cheia de humor, vai narrando o desenvolvimento da relação entre eles.
Bem, como a maioria de vocês já deve saber, nesse ano às vésperas do Dia dos Namorados a operadora telefônica Vivo lançou um clip para essa música que acabou sendo muito polêmico, por vários motivos que eu ainda irei falar nesse post. Mas por enquanto, assistam ao vídeo:


(Resenha Flash: No geral eu gostei do clipe, a ideia é ótima! Só achei que eles mudaram um pouco demais a personalidade da Mônica no começo, mas depois ela voltou ao normal. E eu também achei esses dois atores muito fraquinhos, podiam ser melhores)

-Visualizações
Apesar da crena popular, polêmica nem sempre é uma coisa ruim. E nesse caso é muito boa, afinal, ter mais 2 milhõe de visualizações em 2 dias não é para qulaquer um...

-Plágio
É, aqui entramos num parte um pouco tensa. Parece que em 2002/2003 a ATL (Hoje conhecida como Claro) que usou a mesma música para fazer uma propaganda de 1 minuto, também para o Dia dos Namorados. Eu acho que é possível que duas pessoas tenham ideias parecidas quando se elaboram as propagandas e etc. Principalmente, quando falamos de uma música como Eduardo e Mônica que já tem uma história e um "roteiro" pronto para uma curta-metragem. Agora, o fato de serem ambas propagandas de uma operadora telefônica e o fato de que eles alegarem que foi “pura coincidência” o uso da mesma música, na mesma categoria de serviços. Eu não engulo muito essa, não sei se é porque eu sou naturalmente desconfiada, ou porque eu acho o cúmulo eles não terem se dado nem ao trabalho de pesquisar antes de fazer o vídeo, ou o fato de que a propagando da ATL não foi lançada a tanto tempo para que ninguém se lemnrasse dela... Mas enfim, cheguem as suas próprias conclussões após assistir o vídeo abaixo:


-O outro lado da história
Alguns dias após a estréia do vídeo o comediante, Rafinha Bastos postou essa paródia engrçadíssima. Porêm, infelizmente ela foi retirada da conta dele por conta de violação de privacidade. Mas é pra isso que temos nossos fiéis amiguinhos do Youtube que sempre ficam postando e repostando esse tipo de vídeo:



-Outas versões para vocês se divertirem!


(Tenho que admitir essa sempre foi a minha versão "oficial" dessa música, eu sei que ela não tem nada de especial, mas sei lá... Eu gosto! :D)


(Ah, essa é muito fofinha...)


( O vídeo nem é tão bom, mas é bom saber que alguém finalmente me entende! Porque eu não ligo pro que a sociedade diz, nem para o que o Maurício de Souza diz. O primeiro nome do Cebolinha é Eduardo e Cebola é só o sobrenome!!!)

Bjuos,
Fernanda

Ps: Eu posso não ser a pessoa mais romântica do mundo, mas essa é uma daquelas músicas que fazem com que você, por mais cético que seja, acredite beeeem lá no fundinho que nesse mundo existe alguém só pra nós...

Cidade das Cinzas





"Jace parece determinado a deixar todos ao redor enfurecidos. O Caçador de Sombras já é visto com desconfiança, pois seu pai, Valentim, quer dominar o mundo. Além disso, triângulos amorosos surgem, vampiros renascem e angústias adolescentes florecem em seu grupo de amigos."




Nessa continuação de Cidade dos Ossos, Cassandra Clare continua com muita ação, ainda mais do que no primeiro livro. Eu, claro, amei. Adoro cenas de ação! Mas algumas eram tão intensas - já não basta a autora ser superdetalhista, eu ainda tenho a imaginação muito fértil - que dava um pouqinho de nervoso. Não medo, mas eu quase chegava perto de imaginar como o personagem se sentia. O que, cá entre nós, é um dos baratos de um livro.

A história durante todo o livro é meio tensa, primeiro por que Valentim já começa em posição vantajosa (afinal, ele conseguiu o Cálice Mortal no final do primeiro livro, lembram?) e todos os Caçadores de Sombra estão em alerta, esperando pelo pior. Todo mundo suspeita de Jace, achando que o coitado está servindo de espião para Valentim, não importa quantas vezes ele diga o contrário - e quantas vezes ele diga que nem sabia que Valentim era seu pai.

Segundo (e isso pra mim é o pior) é a relação entre a Clary e o Jace. Eu não vou entrar em detalhes da história em si, até porque o legal do livro é você ir descobrindo as coisas junto com os personagens, mas vou dar um pouco mais de ênfase sobre como ficam os dois nesse livro:

Você acaba Cidade dos Ossos com uma adorável surpresa: Jace e Clary são irmãos. "Legal" você pensa "E como é que fica todo o clima entre eles? Quer dizer, eles se beijaram e tudo." Pois é. Eles se beijaram e tudo.

Em Cidade das Cinzas Clary fica o tempo todo tentando convencer a si mesma de que não está apaixonada pelo Jace. Ela tem horror só de pensar nisso, e a no início eles mal se falam, e buscam não ter contato visual um com o outro.

É isso que deixa o livro mais tenso, porque você sabe que eles gostam um do outro, mas não é possível eles ficarem juntos. Então eu fiquei morrendo de pena deles quase o livro inteiro. É claro, ainda tem o Simon, mas vamos combinar: quem você escolheria?? (Nada contra se for o Simon - que, a propósito é muito fofo, e tem uma suspresa MUITO MANEIRA em relação a ele que vocês mal podem esperar para descobrir!!).

A pergunta que não quer calar ao final do livro: quando a Clary e o Jace vão perceber que NÃO são irmãos???

Porque eu sei que eles não são irmãos. Quer dizer, a Cassandra Clare tem amor à vida, não é; Ela com certeza ainda quer passar por muita coisa antes de ter a chance de morrer por um monte de fangirls enfurecidas. Mas, ela fez uma história tão boa, tão sem falhas, que eu quero ver como ela vai fazer para desmentir isso.

E é por isso que eu estou aguardando o terceiro da Saga ansiosamente, claro!!

20 junho, 2011

What's on in my Ipod: 30 Seconds to Mars

Essa é uma das minha bandas preferidas e é uma banda muito especial para mim, a Carol, a Giulia, a Pimpa e a Gabi! Porque foi no show deles aqui no Rio de Janeiro o primeiro show que nós fomos juntas!!!
Tá masi agora voltando pra a história da banda aqui vai:
A banda é formada pelo cantor/ator/modelo Jared Leto, que também é o diretor da maior parte dos clipes da banda (Fala sério, gente! Ele é muito perfeito!!!!), o irmão dele o Shannon Leto, o baterista e, atualmente, Tomo (Sobrenome muito difícil de ser escrito) o guitarrista originário da Bósnia (Sim, existe vida na Bósnia!).
A banda se formou em 1998, influencidos pelo Kiss, Alice Cooper, Pearl Jam, Pink Floyd e The Cure. O nome veio de uma tese que defende que estamos literalmente a 30 segundos de Marte e é inspirado no mundo contemporâneo, sugerindo que estaríamos a alguns segundos para escapar desse ar mundano.



Lançaram seu primeiro disco "30 seconds to mars" em 2002, que foi produzido apenas pelos dois irmãos, vendeu mais de 750 mil cópias mundo afora. Após seu lançamento, Matt Watcter e Solon Bixler se junturam à banda. Algum tempo depois, Solon desligou-se do quarteto e em seu lugar entrou Tomo Milicevic (Ha-Ha! Agora eu consegui!), amigo de Shannon e fã confesso do 30 Seconds to Mars assumiu o posto de guitarrista principal.



O que mais me chocou nessa banda foi uma simples descoberta. Olhem bem para essa foto:



Ou pra essa: (Babinha...)
Ou pra... Ai, meu senhor...
Quantos anos acha que ele tem 25? Talvez 34? Não ELE TEM 40 ANOS!!!!!!!!!! Repitindo 40!!!!!!! Why god, Why? He's too fucking Hot!!!!



Bem, só pra finalizar quem provavelmente vai gostar de 30 seconds to mars é quem curte um som mais moderno com traços de grunge e punk. As letras são excelente (Jared é o principal letrista), então vale apena um dia parar para lê-las. Elas tratam de temas como a busca de liberdade e igualdade, o jeito com que a sociedade está sempre te julgando e as pressões do dia-a-dia que te deixam a beira da loucura. Eu me identifico um pouco com elas, mas acho que é porque eu sou meio revoltada com a sociedade, mas só um pouquinho...

Agora, para Carol ficar feliz, vou passar um clipe deles que a música é o tema de Final Fantasy (Qualquer um dos milhares que tem)




Voltando ao show deles que nós fomos, uma coisa que me imprecionou foi o público, tipo, eu já tinha ido no show do Green Day e etc, então eu esperava uma platéia um pouco mais louca. Mas o público era super tranquilo e animado (E tinha muito mais adultos do que eu imaginava...). Agora, segue o link de uma da músicas tocadas e pra vocês saberem que em algum lugar naquele mar de gente estamos nós! :D


Bjuos,
Fernanda

18 junho, 2011

Anime Friends 2011 - Nós vamos!


Ai, eu voooou!! Não pude ir ano passado, mas finalmente vou conseguir ir nesse! É simplesmente o melhor do Brasil! (Quer dizer, já viram no site a quantidade de coisas que vão ter pra fazer lá?!) E a Fê vai comigo, é bem mais legal ir pra esses lugares com amigas ^^!
Bom, como eu disse, tem muitas coisas para se fazerem nesse evento, e eu não vou ficar aqui fazendo uma listinha, então, pra facilitar, segue o link do site e dêem uma olhada!

http://www.animefriends.com.br/

Tem atrações para todos os gostos! Mas, claro, eu vou principalmente por causa da Comix! Eu adoooro descontos, hehe ^^!! Num Anime Friends aqui do Rio que eu fui ano passado estavam vendendo mangás do Inu-Tasha à dois reais! DOIS REAIS! Mais barato do que, sei lá, bananas! Rsrsrs. E é só em convensões que você consegue achar aquele número daquele mangá antigo que nem tem mais nas bancas!

Pra quem tiver com preguiça de ir procurar as atrações no site, aqui vai um resuminho:


Bom, fica a dica! É meio carinho pra entrar, mas vale a pena!

Bjos,
Carol-chan

15 junho, 2011

Ranma's Classics

Oi, people! Hoje eu queria mostrar alguns AMVs clássicos de Ranma que todo fã desse anime/mangá deveria ver! Foram esses os primeiros vídeos que fizeram a gente se viciar em AMVs e criar a nossa conta no YouTube! Bom, aproveitem!


















video






Aqui vão outros que a gente descobriu mais tarde, mas que também são muito bons ^^!




























video

13 junho, 2011

Semelhanças entre Inu-Yasha e Edward Cullen

Essas semelhanças entre o famoso youkai (demônio, espírito) Inu-Yasha e o famoso vampiro Edward Cullen foram descobertas por mim durante as produtivas aulas de inglês, com a ajuda da Luisa! Bom, vamos ao que interessa:


- possuem olhos amarelos;
- não são humanos;
- são perigosos;
- têm força sobre-humana;
- são super rápidos;
- dão saltos super altos;
- não gostam de lobos (hehe);
- se apaixonam por uma humana.


Para comprovar ainda mais a semelhança entre os dois protagonistas e suas histórias, aí vai como seria o trailer de Inu-Yasha como Crepúsculo:








Confesse: não bateu direitinho? Estou dizendo, Stephenie Meyer era otaka, e com ceretza já foi fã de Inu-Yasha!





*momento crepúsculo*

11 junho, 2011

SFDS: "As Branquelas" (2004)

"Os irmãos Marcus (Marlon Wayans) e Kevin Copeland (Shawn Wayans) são detetives do FBI que estão com problemas no trabalho. A última investigação da dupla foi um grande fracasso e eles estão sob a ameaça de serem demitidos. Quando um plano para sequestrar as mimadas irmãs Brittany (Maitland Ward) e Tiffany Wilson (Anne Dudek) é descoberto, o caso é entregue aos principais rivais dos irmãos Copeland, os agentes Vincent Gomez (Eddie Velez) e Jack Harper (Lochlyn Munro). Para aumentar ainda mais a humilhação da dupla, eles são escalados para escoltar as jovens mimadas do aeroporto até o local de um evento pelo qual elas esperaram por meses. Porém no trajeto um acidente de carro provoca um verdadeiro desastre: enquanto uma das irmãs arranha o nariz, a outra corta o lábio. Desesperadas, elas se recusam a ir ao evento. É quando,para salvar o emprego, Marcus e Kevin decidem por assumir as identidades das irmãs."

Esse deve ser o filme mais epicamente engraçado de todos os tempos!!! É sério, eu já vi ele milhares de vezes e quase choro de rir em todas!!
Eu não costumo gostar de comédias acho elas apelativas e exageradas, mas essa é incrível! Muito boa mesmo!!!! As piadas e as tiradas são boas e expontaneas e as situações apesar de inacreditáveis levam a muita diversão!!!
Normalmente, quando eu vejo alguma crítica ruim sobre esse filme costuma ser algo do tipo: "Ah tá que ele iam se passar por patricinhas multi-milhonárias e famosas e ninguém vai perceber nada...". Para essas pessoas eu digo: "Calma, gente! Isso é só um F-I-L-M-E!". E mesmo que sim, eles ficam muito diferentes das atrizes das herdeiras, a maquiagem deles é mutio bem feita! É sério, dá pra acreditar mesmo que eles são mulheres.
E tem também quem diga que é um comédia racista, e sem ser hipocrita, ela é sim um pouco racista. Mas são só com negros, mas também com os esteriótipos de garotas de Bevely Hills. Eu, sinceramente, acho que na verdade esse filme foi feito para quebrar um pouco desse preconceito, porque apesar de ser um filme de comédia, existem várias partes em que os personagens refletem sobre os seus atos e percebendo que eles são mais do que a sociedade os define!
Os atores são excelentes desde dois protagonistas até o cachorrinho do Kevin! Mais o melhor personagem é o Latrell, ele é mais engraçado de todos!!!!!!!!

Quotes:
"A sua mãe é tão velha que o leite sai em pó das tetas dela!" - Marcus Copeland
" You hit like a bitch. C'mon!" - Marcus Copeland
" Doutor Phil! Oprah! Alguém me ajuda!!!!!" -Kevin Copeland
"- Meu Deus, moça! Tudo isso por uma bolsa?
- Não é só uma bolsa. É uma Prada!" Assaltante e Kevin Copeland





10 junho, 2011

Voz da Miku num robô de verdade!!!!

A voz da Miku tá num robô de verdade!!! Medoooooonho!!!!

MeMe #1

Oi, people!!
Com muito orgulho, o 7 Random!  foi indicado pelo blog Filmeslivroseseries, e todas nós gostaríamos de agradecer muito! Não tivemos tempo de fazer o nosso MeMe antes (sabe, somos 7 garotas com a rotina meio apertada), mas, FINALMENTE, conseguimos!! E bem a tempo sa nossa centésima postagem! (We're are the Championsm my friend...) Yaay ^^!!
Então lá vai...


1- Linke o blog que te indicou.

2- Quais são seus maiores sonhos?
Carol – Terminar os estudos, decidir o que quero fazer da vida e me dar bem na carreira que escolher! Visitar lugares exóticos, escrever um Best-seller, encontrar alguém especial e ser muito feliz! The End.
Giulia – Me formar, trabalhar com algo que eu amo, casar (hihi,acho que esse é o sonho de toda menina ^^) e publicar um livro!
Fernanda - Eu gostaria de levar uma vida tranqüila, talvez me mudar para Inglaterra, porque lá chove quase todo dia e isso é ótimo!!! Eu quero escrever roteiros de filmes e seriados, ou até um livro se algum dia eu superar minha preguiça de escrever narração.
Pimpa – Escrever um livro, viver um grande amor (mas não na definição de Vinícius de Moraes rs), criar uma peça ou musical original brasileiro que faça grande sucesso, atuar em uma grande produção de peça ou musical profissional e fazer a diferença na vida de alguém, ajudando e deixando algo pra trás de bom nesse mundo.
GabiO meu maior sonho é virar uma popstar e conquistar o mundo!! Nem... O meu sonho é ser uma pessoa conhecida, uma pessoa importante... Mas meu maior hipermegaultrasonho é ser uma super-heroína, ou uma anti-heroína (não confundam com vilã)!!!
Luisa - Meu sonho super materialista é ter um castelo na Suíça (Fato: Eu quero ser rica, não que isso seja prioridade, isso é apenas uma constatação, porque eu vou conseguir!!!) e me mudar para os Estados Unidos. Deixando esse lado super consumidor, eu quero ter uma família e um casamento para durar a vida toda( Como a Giu já disse o sonho de toda garota!). Também sonho em  ter sucesso em qualquer profissão que eu escolha (Coisa que eu ainda não fiz e o vestibular vem aí...) e me tornar uma mulher independente.
Ana Luiza - Sonhos? Eu tenho muuuuuuitos!!! Eu praticamente me alimento deles pra viver! Primeiro: eu quero ser uma desenhista da Disney, criando personagens para os filmes. Segundo (Meio parecido com o da Pimpa... XD) : por meio da animação quero mudar certas coisas na vida das pessoas, ajudar a criar uma sociedade melhor incentivar as crianças a fazer o bem, pensar em seus atos e não serem influenciáveis. Terceiro: bom, eu já vivi um grande amor, pelo menos na minha opinião (Comentário da Fê: HA-HA! Oviu essa Vinícius de Morais? Tomou na cara!) e gostaria que ele durasse pra sempre! Ah, quero ser independente também!


3- Para você, a aparência importa?
Carol – Bom, eu sou muito perfeccionista e detalhista. Mas isso é mais comigo mesma. Com os outros, a aparência não importa tanto. Afinal, tudo depende mesmo é de como a pessoa é, e não de como ela aparenta ser.
Giulia – De primeira, sim. Mas tudo depende de como a pessoa é por dentro.
Fernanda - Não existe nada que possa importar mais em alguém do seu caráter, então não, nunca julgo nenhuma pessoa de nenhum jeito até conhecê-la.
Pimpa – Se você julgar as pessoas pela aparência pode perder muito com isso. É verdade que a aparência de uma pessoa passa um pouco de como ela é, pelo jeito que se veste ou pelas cores que usa, mas se você não passar por essa camada superficial, nunca vai descobrir o que há de realmente bom nelas.  Eu posso dizer que não me importo com as aparências e que tento evitar julgamentos prévios; busco sempre conhecer o interior de cada um, que é, realmente, o mais importante.
Gabi – Ah... Bom, teve uma época que pra mim importava, mas agora eu tô mudando um pouco... Já que pra ser legal e popzinha no mundo, tem que ser escrota e falsa... eu decidi não ligar mais pra isso e viver a vida feliz.
Luisa - Bom, para uma primeira imprssão a aparência importa sim, pois ela é o seu "Cartão de visitas". Porém, quando você faz algo útil com seu tempo e tenta conhecer uma pessoa pelo o que ela realmente é,o seu exterior fica em segundo plano. Definitavemte posso dizer que , o que mais importa é o caráter.
Ana Luiza -Pra mim a MINHA aprência importa, sou muito exigente com minhas formas e queroum corpo perfeito (Malho todos os dias, meio vício). Mas acho que escolher uma pessoa como companheiro pela aparência é meio furada e pode trazer muito sofrimento.


4- O que é ser feliz?
 
Carol – Boa pergunta. Eu acho que é saber aproveitar cada momento da vida de forma otimista e bem-humorada. Tudo tem seu lado bom e lado ruim, mas ser feliz é saber aproveitar o que a vida te traz de melhor.
Giulia – E é estar com os amigos, com a família, com qualquer pessoa ou fazendo qualquer coisa que te faça sentir bem.
Fernanda - Pessoas têm diferentes idéias de felicidade, eu me sinto muito feliz quando alguém reconhece algo que eu faço, fazer as outras pessoas sorrirem, brincar com crianças, ler um livro, ver um filme... Sei lá, eu me contento com pouco! Mas a felicidade, assim como o amor, não seguem nenhuma "receita" o único jeito de alcançá-la é encontrá-la você mesmo!
Pimpa – Acho que é se sentir em paz e em casa; quando você não gostaria de estar em nenhum outro lugar.  Não importando onde você esteja, assim como a Carol disse, aproveitar tudo o que a vida lhe traz!  Eu me sinto assim ao lado das pessoas que me amam e me sinto feliz por amar (meus amigos, minha família, ...).
Gabi – Eu não sei, eu não sou... Mas eu não sou emo!!!
Luisa - Ih... Pergunta díficil. Não dá para dizer que a felicidade tenha uma definição certa, assim como o amor. Massssssss... Ser feliz para mim é estar com minha família e as pessoas que eu amoe que me amem também, fazendo o que eu gosto em um lugar que eu me sinto à vontade. Ou seja, ser feliz é estar confortável com você mesmo!
Ana Luiza - Tinha um provérbio chinês que dizia, algo como, "esper o quanto quiser receber, mas colha com satisfação o que vier", ou seja, se a vida te der um limão faça uma limonada! Agora é séio, a vida não é fácil. Mas quem deseja o bem e FAZ o bem, segue seus sonhos sem medo e não fraqueja, pode viver de forma plena. Não existe felicidade eterna, mas existem vários momentos felizes aos quais devemos ser gratos.


5- Você é uma pessoa amiga?
 
Carol – Yay! Eu posso dizer que sim! Espero que as outras 7 Random! estejam de acordo, rsrs.
Giulia – EU não tô u_u... brincadeirinha ! haha ! eu me considero sim, gosto de que os meus amigos sempre possam contar comigo.
Fernanda - Qual seria a definição de uma pessoa amiga? Porque eu sou amiga dos meus amigos, mas eu não sou amiga de quem eu não gosto! Sem nunca deixar de ser educada, claro. Mas tenho de admitir que tenho um grande problema em me enturmar com pessoas novas e de confiar nas pessoas...
Pimpa - Eu acho que eu sou! Ahahha e eu estou de acordo com a Carol!  Gosto muuuuuito dos meus amigos, e eles  podem SEMPRE contar comigo, assim como eu conto com eles! ;D
Gabi – Não sei também... As amigas que deveriam responder isso, não? Mas, pelo que me dizem... acho que sou!!! Porque me acho confiável.
Luisa - Nossa... REsposta de bilhetinho quando somos crianças: "Conte comigo que eu conto contigo!" (Clichê, porém verdade). Concordo com a Fernanda, sou amiga dos meus amigos e me dedico muito a eles. Entretanto, não sou assim com pessoas que eu não gosto e normalmente não sou muito educada com elas não.
Ana Luiza - Eu devo admitir que eu sou meio chata com amigas, se uma amiga trai minha confiança, não tem mais volta. Já passei muito por isso, hoje escolho as pessoas a quem vou chamar de "amigas" com muita sabedoria e prudência, e esla tem meio amor e apoio por toda a vida!



6- Conte-nos 4 defeitos seus.
Carol – *Vergonha* Er... Hum, meio desligada em certas coisas, péssima cozinheira ,  exigente comigo mesma e um tanto dramática.
Giulia – Vamos ver... Sou teimosa, um pouco sem-noção, acabo sem querer julgando alguém injustamente, e também sou péssima na cozinha!
Fernanda - Sou meio sarcástica, preguiçosa ao extremo, muuuuito cabeça-dura e sempre derrubo tudo que está ao meu redor.
Pimpa – Só 4?  Bem. Sou desorganizada, desastrada (“é nóis, fê!”hehe), exagerada e muito ansiosa!
Gabi – Bom, eu acho que tenho muitos probleminhas muito sérios, mas aqui vão 4: acomodada demais (preguiçosa), falta de autoconfiança, tímida e pela-saco das pessoas, mesmo que essa não mereçam.
Luisa - Sou muito tímida, o que pode ser fofo às vezes, mas é muito ruim para a carreira que eu quero seguir, por isso estou tentando mudar! Bom... Não sou exatamenten a pessoa mais tolerânte do mundo, o que pode me deixar chata de vez em quando. Sou muito perfeccionista com as coisas (Fico arrancando as folhas do meu caderno e reescrevendo até que minha letra sair perfeita e as cores combinarem. E sou carente, o que de vez em quando me leva a ser meio ciumenta. Agora que eu pensei, eu achei mais que 4... Mas, afinal, ninguém é perfeito, né?
Ana Luiza -Só 4? Ok, sou teimosa, prefeccionista ao extremo (principalmente com meus desenhos e minha aparência), sou muito desconfiada e não gosto muito de pedir ajuda pros outros, prefiro me vivar sozinha!


7- Conte-nos 4 qualidades suas.
 
Carol – Sei desenhar, tocar violino, sou inteligente e uma pessoa feliz! Viva eu =D!!
Giulia – *modo modéstia off* Escrevo, sei cantar, sou uma amiga verdadeira e faço as pessoas rirem !
Fernanda - Sou uma pessoa que adora ajudar as pessoas a fazerem qualquer coisa, quase nunca perco a cabeça ( Porém, existem seres que pertencem a uma raça rara de pessoas, como a minha irmã, que me fazem explodir!), sou muito sincera ( até quando não deveria ser...) e sou uma ótima ouvinte!
Pimpa – Só 4? Humilde, brincadeira! Hahahahahhahaha Sou, carinhosa, feliz, amiga e confiável!
Gabi – Ah, agora você me pegou... Vou falar, mas acho que tudo é mentira: sou legal, engraçada, sou crítica (falo a verdade) e inteligente.
Luisa - Ok... Pra mim ver minhas qualidades é mais difícil que ver meus defeitos... Sou ótima para ouvir desabafos, mas meus conselhos não são lá essas coisas. Sou muito carinhosa, faço meus amigos rirem das minhas próprias trapalhadas e tento estar sempre presente na vida das pessoas que eu amo!
Ana Luiza -Não gosto de falar nisso >.<. Bem, eu sou perceverante, sempre vejo o mundo com meu coração, me considero original, procuro sempre ser sincera e tenho talento para desenhar!


8- Tem algum preconceito? Se sim, qual?
 
Carol – Desculpe, mas eu tenho certo preconceito contra emos, góticos e etc. Eles me dão um pouco de medinho... Mas estou me acostumando. Tipo, agora eu já vou às convenções de mangá mais tranqüila com as pessoas de olhos vermelhos e cabelos verdes! Ponto pra mim! Mas quando algum garoto chega perto demais para uma cantada... Se tem uma camisa de caveira e usa muitas correntes eu saio correndo O.O!
Giulia – Infelizmente. Com patricinhas, sismo que todas são metidas.. Esse é um dos meus defeitos que eu realmente quero melhorar, quero passar a não julgar as pessoas...
Fernanda - No fundo todos nós temos preconceitos, mesmo não admitimos nem para nós mesmo e acho que isso é uma coisa normal para raça humana. Porque tipo, eu não julgo as aparências, mas ver um cara com uma calça azul-piscina e uma blusa rosa neon  é uma das coisas que destrói o meu dia!
Pimpa – Eu devo ter... quer dizer, como a Fe disse,  todo mundo tem!  Mas eu não sei direito quais são...  quando eu descobrir posto no blog sobre isso! 
Gabi – Sempre vivi com pessoas deficientes, de cor e raças diferentes... O único preconceito que tenho é com pessoas sujas e pessoas que agem como retardadas.
Luisa - Tenho que admitir que tenho um pouco de preconceito sim. Tipo, assumo que muitos esteriótipos sejam verdade...
Ana Luiza - Eu não queria ter preconceitos, mas eu tenho contra as pessoas que são "Maria-vai-com-as-outras"... Eu acho que esse tipo de pensamento de "Eu devo seguir os padrões e ser igual" é que levam ao Bullying e a destruição de mentes criativas!


9- Indique alguns blogs fofinhos a responderem este meme!
 

10- Viste o http://www.primeiro-livro.com/!

É isso, espero que tenham gostado tanto quanto a gente gostou de fazer! E espero que não tenham se assustado com as nossas confissões O.O ! Somos pessoas legais ao final de tudo!! Rsrs

Beijos, e até o próximo MeMe!!
Nós todas!  =D

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...