30 janeiro, 2012

Dream Cast - "Guardians"

Oi, Gente!!!!
Nós decidimos tirar a poeira do nosso canal do Youtube e pra isso resolvemos fazer um "Dream Cast"! O que é isso? Bem, escolhemos alguns atores que achamos que são a cara dos personagens e juntamos isso com músicas "tema" de cada personagem.
Para nossa primeira Dream Cast escolhemos os personagens do livro "Guadians" da Luciane Rangel!
Olhem aqui o resultado final:



Fiquem ligados para mais Dream Cast e várias outras coisas legais e aleatórias que vão brotar no nosso Canal no Youtube!!!
Bjuos,

29 janeiro, 2012

Desafio Literário de 2012: Janeiro #2 - "Porque as Chinesas não contam Calorias" de Lorraine Clissold

Editora: Fontanar
ISBN: 9788573029253
Título Original: Why the chinese don't count calories
Ano: 2008 (Brasil) e 2008 (EUA)
Páginas: 264
Sinopse: "Recheado de histórias fascinantes sobre uma cultura milenar, e de receitas simples de dar água na boca, Por que as Chinesas não Contam Calorias traz tudo o que é preciso para mudar para sempre a relação com a comida. Aqueles que acham que a dieta chinesa se resume a rolinho primavera, frango xadrez e porco agridoce, ao lerem o livro terão uma deliciosa e saudável"

"Depois acabou percebendo que na China a expressão Ni Chi Fan Le Ma ("Já Comeu?") é apenas uma forma de cumprimentar as pessoas.
Essa frase simples, com seu misto de preocupação e interesse, diz tudo. Comer é importante na China; a comida não é um motivo de preocupação, mas sim uma fonte de grande prazer. "- Capítulo 1

Antes de ler esse livro, eu era a primeira pessoa a zoar a culinária chinesa dizendo que lá tudo que eles comem é espetinho de barata, carne de cachorro e etc. Ou quando pensava em comida chinesa seriamente, o número do China in Box me vinha a mente.
Mas esse livro fala de alimentação chinesa legítima e não o que você encontra em um desses “McDonald’s” de Frango Xadrez (prato que não existe na China). Fala sobre a culinária que tem tradição milenar e busca o equilibrio (Como tudo na China busca). Sobre as culinária que transforma alimentos a primeira vista nojentos como pé-de-porco em deliciosas refeições. Porque para os chineses uma refeição não é só uma refeição, por trás dela existe toda uma filosofiaque é explicada no livro.
O livro conta a história autobiográfica de Lorrainde Clissold, uma mulher que morou 10 anos na China com seu marido e quatro filhos. Neste período, além de aprender o Mandarim, aprendeu tudo que podia sobra a culinária chinesa e acabou exercendo trabalhos como crítica gastronômica e fundou uma escola de Culinária Chinesa nas hutongs da Pequim Velha.
Apesar do livro ser escrito com uma linguagem predominantemente simples, é bom que o leitor tenha algum conhecimento sobre culinária ou sobre medicina (Porque uma das coisas que a autora mais ressalta no livro é com o modo de comer dos chineses está vitalmente ligado à sua saúde.)
 Esse livro não tenta vender um dieta perfeita, muito menos quer ter dizer o que comer daqui pra frente, ele trata muito mais sobre COMO você deve comer. Pro exemplo, segundo os dados apresentados no livro, os chinese ingerem uma quantidade maior de calorias que os estadunidenses, mas mesmo assim os chineses são mais magros. Por quê? A autora explica que é por causa que os chineses ingerem mais calorias "saudáveis"(Vegetais, proteínas...) enquanto os estadunidenses ingerem calorias "vazias"(Frituras, açúcar...)
Lendo esse livro você fica diante de uma explanação detalhada da gastronomia chinesa e mais ainda, da cultura alimentar da China desde tempos imemoriais. Por isso, a leitura tem de ser "digerida" lida aos poucos para que você consiga entender tudo que a autora explica e, quem sabe, mudar um pouquinho seus hábito alimentares?

O livro também possui várias receitas deliciosas e fáceis de se fazer da culinária chinesa, além de gráficos interessantissímos que comparam os hábitos alimentares ocidentais e orientais e ilustrações para ajudar a entender essa cultura tão diferente da nossa.

Bjuos,

28 janeiro, 2012

Desafio Literário de 2012: Janeiro #1 - "Comer, Rezar e Amar" de Elizabeth Gilbert

Editora: Objetiva
ISBN: 9788573028928

Título Original: "Eat, Pray and Love"
Ano: 2008 (Brasil) e 2006 (EUA)
Páginas: 342

Sinopse: "Elizabeth Gilbert tinha tudo o que uma mulher moderna deve sonhar em ter – um marido, uma casa, uma carreira bem-sucedida – ainda sim, como muitas outras pessoas, ela está perdida, confusa e em busca do que ela realmente deseja na vida. Recentemente divorciada e num momento decisivo, Gilbert said a zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada ao redor do mundo que se transforma em uma busca por auto-conhecimento. Em suas viagens, ela descobre o verdadeiro prazer da gastronomia na Itália; o poder da oração na Índia, e, finalmente e inesperadamente, a paz interior e equilíbrio de um verdadeiro amor em Bali."

Tudo começa quando Elizabeth vai para Bali fazer um reportagem sobre Yoga e um Xamã lê sua mão e conta a ela o que o destino está guardando para ela. Depois disso, ela começa a refletir sobre tudo que conseguiu na sua vida até agora, uma carreira bem-sucessida, bons amigos e um casamento por um fio, cujo o divórcio acaba se tornando a pior experiência da vida de Liz.  E, então, para se reerguer, ela decider seguir o conselho do Xamã e embarcar numa viagem para em busca da própria felicidade.

 Ítalia
Primeiro, Liz decidi ir para Ítalia, pois é fascinada pelo idioma e quer aprender a dominá-lo. Lá, ela aprenderá os pequenos prazeres do dia-a-dia como uma boa refeição ou um pequeno momento de alegria junto com os amigos. Aprende ainda a arte de não se preocupar e de não ser obrigada a ter sempre que fazer algo especifico, ou seja, viver o momento. Ainda consegue lidar com sua solidão e tristezas para que essas não controlem mais usa vida. O que mais gostei na parte da Ítalia são as descrições incríveis que fazem você se sentir passeando por Roma junto dela e de Giulio. Ele é aquele típico amigo boa-praça que sempre envolve Liz em situações hilárias, como a primeira vez que Liz assiste a um jogo de futebol na Ítalia.

Índia
Na Índia, terá que domar a própria mente (Além de aquietar seus demônios), abdicando do conforto físico para alcançar o conforto espiritual meditando e seguindo os mantras de uma guru hinduísta internacionalmente conhecida. Aqui ela aprende que não faz sentido continuar a se punir, pelas decisões difíceis que tomou para ir em busca da própria realização pessoal.
Esta é a parte mais chata do livro... Porque, tudo bem, fala sobre a jornada da Elizabeth atrás de Deus e da aceitação de quem ela realmente é, mas para que ela consiga fazer isso ela tem de meditar, ela tem de meditar MUITO!! E, enquanto tem alguns capítulos interessantes, principalmente aqueles que aparecem Richard do Texas e Tulsi, mas o ritmo dessa parte é devagar quase parando.  

Indonésia
De volta a Bali, onde conheceu pela primeira vez o Xamã que leu sua mão naquele dia. Agora, sua missão é achar o equilíbrio entre tudo que já aprendeu até agora. E, pela primeira vez, Liz não tem nenhum plano na vida (Literalmente, ela desembarca do aeroporto sem saber para onde ir). E é aqui também onde ela encontra de forma mais imprevisível o amor. O Felipe é muuuito fofo! Apesar de ser um pouco meloso demais para o meu gosto, é inegavelmente fofo! E ele é brasileiro... É estranho, mas sinto tanto orgulho quando vejo brasileiros em obras gringas assim. Mas minhas personagens preferidas em Bali ela são Wayan e Tutti, respectivamente mãe e filha. Wayan é uma curandeira divorciada, algo muito incomum na sociedade em que vive, e que gastou até seu último centavo para pagar o advogado que a ajudou a manter a guarda da filha. Como consequência, elas mal tem o que comer e tem de se mudar frequentemente por não conseguirem pagar o aluguel. Então, depois de ter sido ajudada por várias pessoas a achar que ela era, chega a vez de Liz ajudar ao próximo...

Admito que antes de ler tinha carinhosamente apelidade esse livro de "Livro da menopausa" e isto é algo que hoje, depois de lê-lo, me arrempendo muito. As experiências de Liz não são só para mulheres casadas ou divórciadas de 30 anos para cima. Elas são para todas as pessoas. Esse é o tipo de livro que te faz refletir sobre o que você tem feito na vida. Será que teria a mesma coragem de Liz? Será algum dia terei viajarei para esse lugares? Será que algum dia entrarei em paz comigo mesma?
Mas, infelizmente, como Liz nos mostra nos livro, essas são perguntas que só nós mesmo podemos obter a resposta...

Diretor: Ryan Murphy
Ano: 2010
Gênero: Romance,
Duração: 133 minutos
Elenco: Julia Roberts (Uma Linda Mulher), Javier Bardem (Vicky Cristina Barcelona), James Franco (127 Horas), Viola Davis (Encontro Explosivo), Richard Jenkins (Querido John) e Mike O'Malley (Glee)

Posso dizer que o filme se manteve aceitavelmente fiel ao livro, considerando que, adaptar um livro de 342 páginas que narra a virada na vida de uma muler durante um ano inteiro para que caiba em pouco mais de duas horas, é uma tarefa difícil.
Os "grandes eventos" se manteram bem fieis, mas já os amigos que Liz vai conquistando durante sua viagem são os mais afetados. Por exemplo, a personagem de Viola Davis é um mistura de várias pessoas e os gêmeos italianos se tornam um só e por aí vai...
O filme vale ser visto para a apreciação dos incrivéis cenários em que se passa a história (EUA, Ítalia, Índia e Indonésia) que combinados com a incríve fotográfia são de tirar o folêgo.
E, é claro, não posso esquecer de mencionar a Julia Roberts como a protagonista. Se pegar uma foto da Elizabeth Gilbert e olhar para Julia, vai perceber que ela não tem absolutamente NADA em comum, mas e daí? Alguém tem em mente uma atriz melhor que a Julia para desempenhar o papel de mulher de 30-40 atrás do seu lugar no universo? (Outra coisa, a Liz no livro tem uns 35 anos, mas a Julia faz parece que a personagem tem uns 40, mas nada que incomode muito o público.)
 Nesse filme, assim como no livro, não há muita ação, nem grandes momentos românticos ou cenas impagáveis de comédia. O ritmo lento do filme o torna meio cansativo, mas mesmo assim adorei.



Bjuos,

Resenha: “Mensagem pra Você” (1998)


Título Original: You’ve got a mail
Título em Português: Mensagem pra você
 Direção: Nora Ephron
Roteiro: Miklós László  (peça teatral)Nora Ephron (roteiro)Delia Ephron (roteiro)
Gênero: Comédia Romântica
Origem: Estados Unidos
Duração: 119 minutos
Tipo: Longa-metragem

Há uns 3 dias atrás cordei as 10:15 AM praticamente pulando da cama ao perceber que não tinha acordado com o despertador das 8h para tomar um remédio que preciso tomar essa semana.  Tomei e... bem, depois do susto não consegui voltar a dormir, então me arrastei pro sofá com um livro (“Os Quatro Grandes” da Agatha Christie) e liguei a TV.  Dedilhei um pouco e depois li alguns capítulos ao som de TVZ, mas acabei voltando a dedilhar e parando em “Mensagem para Você”; uma comédia romântica que eu adoro com o Tom Hanks e a Meg Ryan.

Já tava na metade, mas não teve importância, porque eu já tinha visto milhares de vezes...  Não pude resistir e vi o resto do filme, chorando de emoção no final (TPM, claro).  Enfim, como eu adoro esse filme – Já disse como eu adoro esse filme? – e não tinha nada pra fazer até a hora do almoço, resolvi fazer uma resenha!

Meg Ryan as Kathleen Kelly
Kathleen Kellly (Meg Ryan) é a dona de uma antiga livraria herdada de sua falecida mãe e carregada de valores sentimentais que completa 42 anos de uso.

Tom Hanks as Joe Fox
Já Joe Fox (Tom Hanks) é dono de uma mega cadeia de livrarias chamada “Fox Books”; uma empresa herdada do, ainda vivo, (e muito conturbado por sinal) pai.  

O que eles têm em comum? 

R: Ambos se conhecem pela internet, apesar de não saberem disso, pois se relacionam sob os fakes/ pseudônimos (a palavra que preferir ahahah) de “Shop Girl” (Garota da Loja) e “NY152”.

O problema se apresenta quando Joe Fox decide abrir uma das filiais da rede na rua de Kathleen, o que levaria sua pequena loja a falência.
Em outras palavras, eles se odeiam na “vida real” e são inimigos no plano profissional, enquanto, atrás da tela e por baixo de suas “máscaras”, estão correndo um sério risco de se apaixonarem.

Certo:

Vamos começar com um povo que a gente não costuma comentar, mas são de suma importância para o filme: os roteiristas.  O longa é baseado na peça Parfumerie de Miklós László .

Já as irmãs Nora e Delia Ephron são conhecidas (ou deveriam ser) por prévios sucessos, especialmente Nora, como:  Harry e Sally: Feitos um para o outro (1989), também com a Meg Ryan;  Silkwood – O Retrato de uma Coragem (1983), com a Meryl Streep;  e Sintonia de Amor  (1993)(AMO ESSE FILME) com o Tom Hanks E a Meg Ryan (todos esses foram escritos por Nora, o último inclusive dirigido e produzido pela roteirista).  Sei filme mais recente é Julie&Julia (2009).
Nora é a da esquerda e Delia a da direita

Delia é roteirista de “Quatro amigas e um Jeans Viajante” e “A feiticeira”, o qual, este último, ela e Nora trabalharam juntas (o único dos vários filmes citados nesses 2 parágrafos que não gosto muito, porque eu adoro a antiga série “A feiticeira” e acho que o filme não ficou a altura..).

Vocês devem ter reparado que a maioria dos acima são comédias românticas, certo?  Pois bem, o que gosto nessas comédias românticas é que conseguiram ingressar algo novo na já batida e necessária fórmula de comédia romântica.  Por exemplo: A predisposição ao casal principal começar se odiando é normal, agora, eles se odiarem ao vivo e se amarem virtualmente é diferente... E complicado, mas muito divertido!
Além disso, algumas tiradas, como as respostas de “Por que o número 152?” são sutis e engraçadas.

Agora vamos a atuação de Tom Hanks e da Meg Ryan.. ótimas como sempre.  Gosto dos dois, mas admito que prefiro o Tom Hanks.  A cena dele escrevendo um pedido de desculpas em relação a “não ter aparecido” no encontro marcado no café/restaurante é muito boa! Eu rio muito com as caras e bocas que ele faz!

Recomendo para qualquer um que é fã de uma boa comédia romântica!  Espero que gostem,
Bjkss Pimpa ;)

26 janeiro, 2012

Resenha: “O Príncipe Feliz e outros contos” de Oscar Wilde


Autor: Oscar Wilde 
Tradução e Adaptação: Paulo Mendes Campos
ISBN: 8500017619
Ano: 2005
Número de páginas: 120
Sinopse: "O Príncipe Feliz e outros Contos" relembram virtudes que não envelhecem e nem saem de moda, como a amizade e a humanidade, e mostram os males do egoísmo - talvez a maior preocupação do autor nesses contos."

Sério mesmo?  Não gostei.

Um livro de parábolas de Oscar Wilde me pareceu uma ideia interessante.   Wilde, ao mesmo tempo que é o autor do complexo e obscuro  (+ genial)  “O Retrato de Dorian Gray” também é do famoso (e ótimo) conto “O Fantasma de Canterville”, por exemplo, que, com uma simplicidade infantil apresenta uma linda história, repleta de reflexões humanas.  Esperava, portanto, com esse livro de fábulas algo mais no estilo de “O Fantasma de Canterville”, mas bem... estava enganada.

A tradução e adaptação de Paulo Mendes, no caso, deve ter sido a responsável pela simplicidade da linguagem, contudo a simplicidade e pureza das imagens, como a de seres mágicos e animais falantes provém do original e até aí, ótimo; o que eu esperava.  O problema é que Oscar Wilde devia estar possesso com alguma desgraça da vida e (FATO) estava completamente desacreditado da humanidade, então "simplesmente" resolveu escrever o livro com o mesmo tom sombrio de “O Retrato de Dorian Gray”.

Ou seja, foi uma junção do estilo dos dois famosos livro e conto, em minha opinião, mais a adaptação para menores de Paulo, e... o que deu?  Um livro gótico pra crianças.

A moral de TODOS os contos é “ A vida é uma merd*”, imitando a definição da Fê (Fernanda) .  E não tem outra expressão que possa dizer isso, por mais que eu relute a postar o palavrão.

Três dos nove contos têm finais, não diria alegres, mas bonitinhos: o próprio “O Príncipe Feliz”, “O Gigante Egoísta” e “O Reizinho”...  Terminam até um pouco próximos de feliz (veja bem, próximo e não feliz), o resto deu tudo errado.   Era bizarro porque, enquanto eu lia, se as coisas começavam a ir bem eu já tentava adivinhar como ele ia ferrar com a vida do personagem. O “O menino-estrela” é o cúmulo!  Ele estraga o final feliz do cara nas duas últimas frases.  Por que, cara? Por quê???  “O Rouxinol e a rosa” e “O aniversário da infanta” (que aparecem seguidos, diga-se de passagem) são terríveis!  Eu imagino uma criança tentando ler esse livro, pegando trauma eterno e chorando pelo resto do mês.

Mas tenho sim um ponto positivo a ressaltar sobre o livro: as suas críticas.  Por mais negativas que as reflexões fossem, ou por mais sombrios que os comentários e previsões de Oscar se apresentassem, as críticas à sociedade realizadas ao longo do livro são, não só pertinentes, como espertas e válidas até hoje.  Em outras palavras, bem feitas.  

E antes que reclamem, é claro que a ironia e o sarcasmo característicos de Oscar, uma constante nesse livro, constituem algo interessante para se avaliar e pensar nas desgraças e injustiças do mundo. Só acho que a tentativa de passar isso para um público infantil ou infanto-juvenil não foi muito acertada.

Agora a lista de todos os contos que aparecem no livro em ordem:

O Príncipe Feliz: Bonito, mas triste.
O Gigante Egoísta: Bonito, mas triste (2), porém ainda assim foi meu favorito! Desse eu gostei.
O Amigo Fiel: Graças a Deus eu não tenho um amigo assim.
Um Foguete extraordinário: Indiferente.
O Rouxinol e a Rosa: O Rouxinol é muito fofo e o conto impactante; o final é uma droga.
O Reizinho: Esse foi o que teve o final mais próximo da felicidade.
O aniversário da infanta: Sem comentários.  Foi o que eu menos gostei!  Tadinho do anão.. Ele era tão fofo!
O menino-estrela: Aceitável.  Gostei um pouquinho.
O pescador e sua alma: Dá pra extrair uma moral aí que o amor é melhor que tudo e a perseverança humana é linda e tals, mas na boa, não gostei muito não.

Bem, é isso, gente!
Eu.. sinceridade? Não leria se fosse vocês.  Mas se quiserem, vão em frente!  Porque gostos diferem e isso é inteiramente normal! ^^
Bjkss Pimpa ;)

Ps. Para vocês terem noção do drama, (RELAXEM e leiam até o final do parágrafo antes de surtar) enquanto procurava imagens da capa vi uma foto de um braço cheio de cortes segurando o livro! Como os "cortes" me pareceram feitos de caneta (tenho quase toda certeza), suspeito que seja brincadeira, mas não quis postar aqui... De qualquer jeito, passa bem a ideia do livro..   

25 janeiro, 2012

Gente Grande


Título original: (Grown Ups)
Lançamento: 2010 (EUA)
Direção: Dennis Dugan
Duração: 102 min
Gênero: Comédia

Sinopse

Lenny (Adam Sandler), Kurt (Chris Rock), Eric (Kevin James), Marcus (David Spade) e Rob (Rob Schneider) se conhecem desde pequenos. Passados trinta anos, os cinco amigos se reencontram para curtir um fim de semana juntos com as respectivas famílias, mas o feriado de 4 de Julho em uma casa no lago promete muito mais diversão do que apenas lembranças dos bons momentos. Casados e com várias crianças, os homens de família terão de confrontar o fato de não serem mais tão jovens. 


Gente, ri muuuuito com esse filme! Primeiro, porque eu ADORO o Adam Sandler, acho ele simplesmente hilário! Segundo porque o filme é mesmo divertido, daqueles que você aluga para dar boas risadas com a família inteira!

Não tem muito o que falar da história, afinal, a sinopse tá aí, então vou explicar melhor cada personagem:

Lenny virou um bem sucedido agente de Hollywood. Se casou com uma designer de moda e vive uma vida de ricaço junto com os filhos mimados. Mas, depois desse final de semana, será que ele conseguirá fazer as crianças finalmente largarem o videogame?

Kurt virou o "dono de casa" e cuida da cozinha e dos filhos enquantoo sua mulher trabalha. Quem mais lhe tira paciência é a sua sogra! Essa velhinha é muuuito engraçada xD

Eric vive com sua esposa e seus dois filhos. Sua filha, a mais velha, é a mais irritante! Só sabe comer e reclamar no início! Seus filhinho tem quatro anos e ainda mama no peito, o que rende muito bullying por parte de seus amigos, LOL

Marcus é aquele solteirão safado que não quer nada com a vida a não ser transar e ficar bêbado. Ele também é um dos mais engraçados! Ele faz o tipo "amigo retardado", sabe? Toda comédia que se preze tem que ter um!

Por último, Rob é o "amigo que sofre bullying". Tem um jeito meio hippie de ser, por isso é sempre zoado, além do fato de ser baixinho e casado com uma senhora com o triplo da sua idade, a Mama Glória. Mas o que ninguém esperava era que ele tivesse três filhas...


Então é isso, gente! Resumi mais ou menos como é a história de cada personagem para vocês terem uma ideia! Mas vai por mim: se estiverem a fim de assistir uma boa comédia, "Gente Grande" está aí!

Bjos,
Carol  

24 janeiro, 2012

Princess Tutu


Em um conto de fadas que se tornou realidade (literalmente !), a atrapalhada e gentil Ahiru é tão mágica quando os animais falantes que habitam a cidade onde mora, porque na verdade Ahiru é uma pata !
Transformada em uma menina pelo escritor Drosselmeyer, Ahiru vai aos poucos aprendendo o motivo de sua existência.
Usando seu cordão mágico, Ahiru consegue se transformar na Princess Tutu, uma linda e talentosa bailarina que consegue aliviar a tensão no coração das pessoas.
A história escrita por Drosselmeyer é sobre um príncipe que arrancou o próprio coração para selar um corvo maligno. Mas quando os personagens saem do livro e ganham sua vida própria, Ahiru ganha a missão de juntar os pedaços do coração do Príncipe e lhe devolvê-los.
Princess Tutu é um conto de heróis que lutam contra o próprio destino. Suas crenças, sentimentos e ações irão determinar se eles irão sofrer o destino cruel que os aguarda, ou conseguirão seu "feliz para sempre".

Só não vou considerar esse anime minha primeira maratona de férias porque eu e Pimpa o vimos em uma noite, mas uma semana antes de entrarmos de férias, e no meio da semana de provas, LOL.
Já era familiar com Princess Tutu há um tempo, por causa de vários AMVs que tinha visto, tinha até pesquisado a história, mas não me animei muito, achei que ia ser muito infantil.Assisti até o primeiro episódio, mas achei bem bobinho. Mas um AMV em particular me fez mudar de ideia, e eu vou mostrá-lo agora :



Não sei se foram os efeitos, ou a música, mas eu me decidi : Vou ver esse anime !
Comentei isso com a Pimpa e ela disse que já tinha visto até o terceiro episódio, e disse que tinha achado até meio legal. Então resolvi dar mais uma chance, quer dizer, o primeiro episódio podia ser meio chato, mas o resto podia ser bom, certo ?
E eu estava certa. Quando percebi, já estávamos no episódio 10 em um piscar de olhos. Passou muito rápido ! E a vontade de saber o que acontecia no próximo episódio ia aumentando cada vez mais ! Não dava pra parar !!
É sério, a história parece meio bobinha, mas é muito legal ! É engraçada, mas também tem muuuuitas partes tensas e partes de major fangirl moments ! Vou mostrar os personagens principais :

Ahiru é a fofa, animada e extremamente atrapalhada protagonista. Mas ela não chega a ser insuportável, é bem altruísta e engraçada ! Se arrisca por Mytho mesmo sabendo do destino que a aguarda.

Mytho é o príncipe da história, e já que teve seu coração retirado, passa mais da metade do anime sem absolutamente nenhuma emoção. Vai ganhando-as aos poucos, mas como esse autor é extremamente troll, ele recebe primeiro sentimentos de raiva, medo, essas coisas, coitado. Mas depois, beeem depois, até que fica fofinho.

Rue é uma colega de Ahiru, que mais tarde torna-se a vilã da história, mas não por escolha própria. No fundo, é só uma garota fofa e apaixonada por Mytho.

Mas claro que eu tinha que deixar o melhor pro final ! *-*
(ALERTA DE MOMENTO FANGIRL) FAKIIIIIIIIIIR *---------------------------* O típico garoto "troubled but cute", vive implicando com Ahiru e é muito protetor de Mytho,pois o conhece há muito tempo. Nos primeiros episódios eu e Pimpa o achávamos um verdadeiro jackass, mas depois ele se torna a pessoa mais perfeira do universo ! *-* LINDO !!!!

Então é isso, gente, não tenham preconceito pelo desenho ter traços meio infantis, ou de parecer meio infantil mesmo, vocês vão ver que NÃO É ! Tem muitos conflitos interessantes e viciantes ! E ainda faz alusão a vários balés famosos, é incrível !

Ah, mas só tem um porém. O final. Não posso dizer que foi uma merda total, porque dois personagens tiveram um final muito fofo e feliz. Os outros dois tecnicamente também, mas... não ! Não gostei do rumo que eles tomaram ! Foi...errado ! ARGH ! Deu muita raiva ! Mas vejam mesmo assim, hehe.

XOXO :*

Full Metal Panic!



Uma organização secreta, chamada Mithril, tenta impedir um terrorista conhecido como Gauln, de conseguir aprisionar os "Whispered", pessoas que conhecem e experimentam visões onde lhes são mostradas tecnologias (Black Technology, no Brasil adaptado para "Tecnologia Obscura") acima do nosso tempo (uma espécie de super-dotados), dando assim, poder para quem conseguir obter as informações de dentro de suas cabeças.
É aí que entram os personagens principais. O Sargento Sousuke Sagara, o protagonista, junto com dois de seus camaradas, tem que se infiltrar na escola de Kaname Chidori e impedir a sua captura pela organização de Gauln.
É claro que, sendo um pária social como o Sousuke, que só viveu em ambientes de guerra, ir para a escola não vai ser nada, nada fácil. Ele se mete em vááárias confusões! E, não só isso, ele pode entender pela primeira vez o que é se apaixonar...



FMP! foi a segunda maratona feita por mim, pela Gu e pela Pimpa!! Também ano passado. Eu comecei a ver o anime e adorei, e nós decidimos ver toda a primeira temporada juntas! Não foi tão intenso quanto a maratona de Black Cat - afinal, dessa vez a gente já foi com a intenção de fazer a maratona, enquanto que em Black Cat foi totalmente impulsivo! - mas também foi muito divertido!

Infelizmente, FMP! tem muuuitas cenas de lutas. E, nós Randoms, até gostamos de assistir anime shonen, mas com um lema:

Porque a gente pode até achar a Kaname-chan, a protagonista, meio irritante, mas é ela que dá um tom de comédia romântica na série, e sem ela o anime vira só uma história cheia de estratégias militares, e lutas com robozões gigantes e blá, blá, blá... Teve uma parte que durou três episódios (O Vento que Sopra, parte 2, parte 2 e parte 3) que foi muuuuuito chato, porque o Sousuke partiu para uma missão e a Kaname NÃO APARECEU NENHUMA VEZ!

Mas, tiranto esses 3 episódios chatos, o anime é muito bom!

Sagara Sousuke é aquele típico garoto superg~enio em batalhas, mas completamente atrapalhado quando se trata de garotas.
Kurz Weber, um de seus companheiros, é o típico galanteador tarado que dá em cima de todas as mulheres, incluside de Mao.
Melissa Mao é a superior de Kurz e Sousuke que também está na missão de proteger Kaname Chidori. Ela é  adora bebidas alcoólicas, é super durona, é a Girl Power da equipe!
Kaname Chidori é a whisper que eles têm que proteger. É uma adolescente comum de 16 anos, presidente da classe, por uma razão que não explica no anime ela mora sozinha. É animada, mas não tem nenhuma paciência com as esquisitices de Sousuke e vive batendo nele...
Teresa Testarossa, apelidade de Tessa, é a capitã de um dos submarinos da Mithrill, o Thuata de Danan. Ela possui apenas 16 anos e é uma garota tímida. Tem uma queda por Sousuke.



Enfim, esses são os personagens principais! Quem curte robôs gigantes, vai adorar esse anime, mas ele também têm partes engraçadas, e acho que não custa nada ver o primeiro episódio para saber se aprova ou não :)



Bjos,
Carol

23 janeiro, 2012

Resenha: "Guardians" de Luciane Rangel

Editora: Lexia
ISBN: 9788563557247
Ano: 2010
Páginas: 359
Sinopse: "O mundo dos homens é protegido do mundo de malignas criaturas por uma barreira dimensional. Frágil e sob constante ameaça, ela é protegida por doze guerreiros sob os signos das estrelas: os Guardiões. A missão desses jovens, que contam com poderes sobre-humanos, é evitar que catástrofes tomem o mundo, fechando uma fenda na barreira e impedindo a passagem dos monstros. Porém, por mais que tenham incríveis poderes, as fraquezas inerentes aos humanos – o amor, o ódio, a vingança e a hesitação – continuam presentes, tornando a missão um pouco mais difícil do que parecia ser..."

 Só de olhar para essa capa "animesca" já deu para perceber que esse livro é, como já dizia aquela chata da Hannah Montana, o Melhor de Dois mundos! Afinal, eu amo livros e eu amo mangás, então um livro que une os dois? Epicness!!!
Apesar de eu ter terminado de ler "Guardians" no dia 29 de Dezembro, decidi que essa seria minha última leitura do ano de 2011. Não porque eu não pudesse ter terminado pelo menos um livro nesse meio tempo até 2012,  mas porque "Guardians" foi uma leitura tão gostasa e, como eu já disse, épica que ao ler senti que estava fechando meu ano de excelentes leituras (Outras nem tanto, sem citar nomes...) com chave de ouro!
A história começa quando Anne (Uma garota rica e mimada que sempre teve tudo na vida, menos o amor do pai) é atacada por um Youkai (Ai, ai... Tia Rumiko feelings...) em seu próprio quarto e é salva por Shermmie e Maurício. Depois de derrotarem o Youkai eles dão um versão resumida dos fatos para Anne: Eles são Guardiões, assim como ela, pessoas destinadas a lacrar a barreira entre o mundo Youkai e Humano e, por isso, ela tem de ir para o Japão com eles.
Mas, é claro, a primeira reação dela, como a de qualquer pessoa normal é "Say What?". Ela começa achar que eles se tratam de dois maníacos, mas as provas e argumentos deles são tão . Mas ao chegar na base dos Guardiãos, Anne logo de cara que está em disvantagem em relação aos outros Guardiãos, afinal, eles treinam para aquela situação desde que eram bebês e ela só descobriu a verdade há alguns dias atrás... Além de, é claro, a implicância especial que a Líder do grupo (A Ex-Guardiã de Áries, Sofie) tem com ela também não faz com que ela se sinta bem-vinda. Mas quando a suspeita de que ela talvez não seje a Guardiã de Câncer, ela se vê seu mundo virar de cabeça para baixo mais uma vez.
"Guardians" me lembra um pouco o modelo das Light-Novels japonesas, apesar de serem histórias narradas como manda o figurino, elas também apresentam vários desenho aleatórios ao longo da  (Ps: Para os curisosos de plantão como eu, não fiquem folheando o livro para ver as fotos, porque assim você vai ter muitos Spoiler das quais não irá entender e, aí sim, você não vai conseguir mais lagar o livro...)
O primeiro volume da série "Guardiãs" é bastante introdutorio, tanto opr nos apresentar a essa realidade dos Youkais quanto por apresentar cada um dos personagens (Suas histórias e as relações que começam a se formar entre eles. A história só começa a acontecer lá pelo final do livro. E para compensar, o final do livro é super movimentado e acaba de um forma que te deixa quicando pela continuação! A minha sorte foi que eu e as meninas do blog tínhamos comprado cada uma um dos livros já prevendo que algo assim pudesse acontecer

Agora, quero falar da minha parte preferida do livro: Os personagens! Porque a Luciane escreve tão bem que quandp eles aparecessem, são bem estereótipados (Tem o mulherengo, a esperta, o desligado, a mimada e etc), mas com o decorrer da história você vai percebendo que eles ganham personalidade complexas! Então, para não ser injusta, vou falar um pouco de cada um deles:

Personagens:

Hikari Gautier, Guardiã de Áries
Nacionalidade: Japonesa
Hikari é um típica adolescente adora roupas, festas e garotos! E ainda como uma típica adolescente, adora um drama, coisa que só piora com sua personalidade explosiva, por isso, vive brigando com a mãe (Que também não tem um temperamente agradável).  No começo acha que ela teria aquele drama de "Nunca quis ser Guardiã, não escolhi isso e etc", mas acabei tendo de morder a língua, porque ela ama ser Guardiã! Eu adoro o jeito extrovertido e falante dela, costuma ser ela quem levanta o astral da galera quando está tudo muito tenso, então, por consequência ela acaba levantando o seu ânimo de ler o livro.

Maurício, Guardião de Touro
Nacionalidade: Brasileiro
Mau é simpático, cavalheiro, está sempre de bom-humor e tem um forte senso de justiça e proteção. Ou seja, é um príncipe! Foi treinado pelo antigo Guardião de Leão, tenho como companheira de treinamento e melhor amiga Shermmie (a quem ele se acostumou a chamar de “Shermmine”). Quando se encontra com os demais Guardiões, à primeira vista se apaixona por Maire, de Libra. Mas existem dois grandes problemas: A opção sexual da garota e sua namorada, Micaela, que não gosta nenhum pouco de Mau.

Micaela Angeli, Guardiã de Gêmeos
Nacionalidade: Italiana
Ela é o  “gênio” da equipe. É extremamente reclusa e diz se dar melhor com números do que com gente, não querendo criar laços com nenhum Guardião além de sua namorada, Maire. Acho que Mic é a personagem que mesmo parece com o signo. Porque, tudo bem, os gaminianos são espertos, mas também são comunicativos e sociáveis. Tem um histórico familiar complicado (E pra falar a verdade, qual deles não tem?) e sua mãe não aceita de jeito nenhum a opção da filha. Mudando de assunto, sou a única que acha Mic igual a Ciborgue 18 do "Dragon Bal"?

Anne Soares, Guardiã de Câncer (?)
Nacionalidade: Brasileira
Anne é aquela típica princesa criada em torre de marfim sem nunca antes ter tido contato com ao mundo real. E, agora, com esse choque brutal de realidade está confusa e perdida. Confesso que tive opiniões muito contraditórias sobre ela ao longo do livro. Porque, ao mesmo tempo que morria de pena dela por tudo que acontec, ela só sabe ficar chorando pelos cantos até metade do livro, quando ela finalmente resolver fazer alguma coisa! Mas do mesmo jeito ainda acho ela meio enjoadinha...

Shermmie, Guardiã de Leão
Nacionalidade: Brasileira
Foi treinada juntamente com Mau e eles são quase como irmão. É aquela muher que faz tipo de independente, com o texto decorado de que “todo homem não presta”, mas que no fundo é um manteiga derretida. Extremamente sincera, por vezes pode ser vista como insensível e grossa, mas, como disse, a única pessoa pra quem ela mente é si mesmo. Shermmie é uma pessoa de poucos amigos e não gosta muito de Anne, apelidando-a de "Fraquinha". Mas ela só entende o que é não ir com a cara de alguém quando conhece o mulherengo Sniper.

Ryan McKay, Guardião de Virgem
Nacionalidade: Estadunidense
Atual Guardião de virgem, é extremamente metódico, obcecado por ordem, limpeza e organização. Normalmente, pessoas assim me irritam muito, mas as situações em que isso acontece são tão hilárias que eu perdoo ele (O fato de ele ser muuuito fofo também ajuda). Ele não leva muito jeito com sentimentos, fato que só piorou depois que a garota por quem era apaixonado começou a namorar o irmão dele, Eric. Agora, parece que está começando a ter sentimentos por Anne, mas para sua infelicidade, ela parece gostar de outro...


Maire Goldsmith, Guardiã de Libra
Nacionalidade: Irlandesa 
Maire, a primeira vista, parece ser o estereótipo da menina perfeita. É bonita, simpática, inteligente, boa com o próximo e etc. Mas, para o desgosto de sua família, ela mantém uma relação amorosa com Micaela há três anos. Ela se comunica muito pouco com a mãe, mas o pai e os irmãos a ignoram por completo. Cursa Biologia e tem carinho por todas as criaturas vivas desse planeta, principalmente se forem crianças... Mas, será que mesmo nesse caminho que ela escolheu ela consiguirá realizar seu sonho de construir uma família?

"Sniper", Guardiã de Escorpião
Nacionalidade: Inglês
Pervertido, mulherengo e fanático por armas são as palavras que melhor definem o Guardião de Escorpião. Mas Beatlemaníaco e implicante são duas outras palavras que podem preencher a lacuna de "Quem é Sniper?" perfeitamente.. Ele idolatra o pai, Ex-Guardião, chamando-o de "O Cara". E, apesar de tudo o que eu disse, ao chegar na base Sniper se vê extremamente interessado em Shermmie, aquem apelida "carinhosamente" de "Fraquinha". E, tenho de admitir, no começo Sniper me irritava quase tanto quanto ele irritava a Shermmie, mas no final do livro eu estava quase pulando no colo dele e falando: "Let Me Love You!!!!"
 

Hayato Toshiriko, Guardião de Sagitário
Nacionalidade: Japonês
O mais velho dos Guardiãos tem um histórico familiar pra lá de complicado e para não ter de ficar linhas e linhas explicando tudo (Até para não ter Spoiler) vou só dizer que aos 14 anos ele já morava sozinho, rs. Há sete anos vive um relacionamento com Sofie Gautier e é o único que conhece todos os segredos e mistérios da francesa, mas ela o trata como um objeto, usando-o ao seu Bel Prazer, mesmo sabendo o quando Hayato a ama. Ele é como um irmão mais velho para Hikari. E seu jeito paciente e sério faz com que Anne acabe se apaixando por ele, mas infelizmente, esse são sentimentos que ele não pode corresponder.


Li Qiang, Guardião de Capricórnio
Nacionalidade: Chinês
Com um nome desses, quem não advinha da onde esse cara é? Afinal, como Hollywood nos ensinou, o nome de todos os chinese do sexo masculino é Li ou Lee (A menos que você seje o Jackie Chan). Li faz o gênero caladão, do nível que ele deve estar morando com os Guardiãos na bas por alguns meses e tem gente lá que ainda não deve ter ouvido a voz dele... No fundo, ele é uma pessoa cheia de ódio no coração (E, como você vão descobrir, ele tem muitos motivos pra isso) e parece derramar a culpa de todas as degraças que aconteceram em sua vida em cima de Sofie. Por isso, ele planeja matar Hikari após o lacramento da barreira para afetar Sofie, mas será que sentimentos inespirados podem fazer com que ele mude de ideia? 


Live Kamadeva, Guardiã de Aquário
Nacionalidade: Indiana
Filha de uma indiana mestiça e de um alemão, Live é a caçula da equipe, tem apenas doze aninhos. Por isso, empenha-se ao máximo para mostrar aos demais que é capaz de cumprir seus deveres como Guardiã. Live foi criada pelo avô materno, pois, após a morte da sua mãe em seu parto, o pai de Live voltou para seu país natal, Alemanha, casou-se novamente e nunca vez questão de estar presente na vida da filha mais velha. Ela cria um laço muito forte com Maire e Micaela e, surpreendetemente, não estranha o relacionamento das duas.

Eric McKay, Guardião de Peixes
Nacionalidade: Estadunidense 
Ele é aquele tipo de pessoa que você se pregunta, não no mal sentido: "Como você ainda não morreu até hoje?". Porque distraído e desleixado do jeito que só ele, é daqueles que se distrai com o mosquito passando por perto. Ele é alívio cômico do livro, é impossível não rir com as patetices que esse ser diz. As únicas em que ele realmente se concentra são a namorada, Rachel, e sua música. Gente, a Rachel não aparecesse exatamente no livro, mas gosto dela (Principalmente que com um namorado assim, imagina que ela deva ser uma Santa!) e me mijava de rir nas conversas telefônicas entre Eric e sua "Fofuxinha".

Sofie Gautier, Ex-Guardiã de Áries
Nacionalidade: Francesa
Desde do começo do livro a Sofie fazia o meu alerta de vaca apitar e com o decorrer do livro pecerbi: Deus, como eu estava certa! Argh, sem entrar no mérito de que ela faz gato e sapato com o Hayato, ela também não está merecendo o prêmio de mãe do ano, se é que vocês me entendem... (E a ausência de foto não é bullying com ela não, realmente não tinha a foto no site.)


Mas, espera aí, galera. Ainda tem mais!!!!! Para quem tenha se interessado pelo livro e queira adquiri-lo, no Dia 25/01 (Daqui a DOIS dias) a autora Luciane Rangel estará autografando seus livros aqui no Rio de Janeiro! Nós do 7Random! já temos nossa presença confirmada, e vocês?

Bjuos,


Ps: Eu só gostaria de ressaltar um comentário de um amigo meu sobre o quanto esse livro é Globalizado. Afinal é uma escritora brasileira, a história se passa no Japão e o Título é em inglês. E isso sem entrar no mériot dos países natais dos Guardiãos...

22 janeiro, 2012

What's on my iPod : Simple Plan

Simple Plan é uma banda de punk rock canadense, formada por Pierre Bouvier lindo *-* (vocal), Chuck Comeu (bateria), Jeff Stinco (Guitarra), Sebastien Lefebvre (Guitarra) e David Desrosiers (Baixo).
Tudo começou com Pierre,Chuck e mais outros integrantes, com 13 anos, que formaram a banda Reset. Mas como não conseguiu tanto sucesso, apenas abrindo alguns shows, os dois resolveram desistir.
Já nos tempos de faculdade, os dois se reencontraram. Chuck havia conhecido Sebastien e Jeff, e os três formaram a nova banda, que precisava de um vocalista. Depois de assistir alguns ensaios e ver como tinha potencial, Pierre se juntou ao grupo.
Enquanto isso, a Reset continuava com seu sucesso modesto, e possuía um substituto, David. Ao ver um show, o grupo quis que ele entrasse, e depois de alguma hesitação, David concordou, e assim nasceu Simple Plan.


Eu amo essa banda, de paixão. Desde os nove anos, quando o segundo álbum foi lançado, que eu sou viciada ! Foi a primeira banda de rock mesmo que eu me tornei fã, e foi o primeiro show que eu fui aqui no Brasil ! (sem contar Sandy & Júnior, hehe)

As músicas são, de sua maioria, muito animadas ! Mas isso não muda o fato de muitas letras serem beeeem depressivas... Welcome to My Life, por exemplo, uma das minhas preferidas, mas é bem do estilo "Vou cortar meus pulsos", LOL.

Mas essas músicas novas tem um tom mais alegre, falam mais de paixão do que as mais antigas. Eu adoro todos os tipos, mas as que eu mais gosto mesmo são as mais antigas, as que tocaram no show que eu fui *-*

Discografia :

No pads, no helmets... just balls (2002)
Still not getting any... (2004)
Simple Plan (2008)
Get Your Heart On ! (2011)

Agora vamos ouvir algumas músicas :




Simple Plan + Scooby Doo = EPIC ! <3



Essa é depressiva ao extremo, mas é tão linda *-*

XOXO :*

20 janeiro, 2012

Black Cat



Título: Black Cat

Categoria: TV 

Episódios: 23


Estilo: Aventura, Comédia, Ficção Científica

Lançado: 6 de Outubro de 2005 – 30 de Março de 2006

Produtora: GONZO



Train Heartnet é conhecido por "Black Cat" devido suas rápidas reações a ataques e também por seu título de ser "Número 13" dentro da organização secreta Chronos e trazer má sorte às pessoas que ele têm que matar. Ele é um mestre nas armas e também um assassino frio e impiedoso, até conhecer Saya, uma caçadora de recompensas que lhe mostra o valor da vida humana e que alguém deve viver para corrigir os erros dos outros, em vez de simplesmente morrer por isso.








Eu posso dizer que esse anime é um marco muito especial para mim, Giulia e Pimpa. Foi nossa primeira maratona de anime!!


Eu descobri esse anime por meio de uma garota que conheci no You Tube que também fazia AMVs, e, pelo o que ela me contou, parecia ser bem legal. Era o anime preferido dela. E, como achei o personagem principal bem gatinho - HE - decidi assistir ^~^
Vi os primeiros episódios sozinhas e tentei convencer as outras Randoms para verem também, mas ninguém se animou.

Finalmente, surgiu a oportunidade perfeita: as aulas acabaram!! Como eu, Giu e Pimpa fomos uma das únicas a passar direto, seria injusto ver um filme novo ou fazer uma coisa muito diferente e maneira sem o resto do pessoal. Então, combinamos de ir na minha casa fazer uma maratona de Gossip Girl, vendo todos os episódios da primeira temporada na madrugada! Mas convenci elas a verem alguns episódios de Black Cat enquanto a janta não ficava pronta (anime shonen enquanto faz as unhas super combina, LOL  =P) e elas também viciaram *-*

Black Cat é emocionante e envolvente, e os personagens são muito carismáticos e divertidos!!

Tren Heartnet, o Black Cat, é muuuito perfeito! Além de lindo, ele também é muito fofo ^ ^

Sven Vollfield - vulgo Inspetor Bugiganga - é um sweeper (caçador de recompensas) que se torna amigo de Tren. Ele consegue prever os próximos 5 minutos do futuro deuma pessoa e possui uma maleta cheia de aparelhos e bugigangas que o ajudam em suas missões (por isso o apelidamos de Inspetor Bugiganga)

Eve é a robozinha fruto de um experimento científico que também se junta ao grupo após ser "adotada" por Sven. Ela é muito fofa também, pois vai aprendendo com o tempo o valor das emoções humanas.

Saya é a garota boazinha que ensina o valor da vida ao Tren e é por quem ele se apaixona. (A Giu odeia ela, mas tenho certeza que é porque a Saya só aparecia sorrindo enquanto a Giulia estava quase tendo um acesso de raiva tentando pintar as unhas das mãos de Pimpa, que não parava quieta)

Rinslet Walker é uma ladra de nível mundial que veste vários disfarces ao longo da série e que é muito maneira com o seu jeito Girl Power de ser!

Jenos Hazard, o Número 7, é todo galanteador, e ele e Rinslet juntos ficam muito fofos!

Kyoko - vulgo Garota Dragão - recebeu esse nome por ter o poder especial de soltar fogo pela boca. Apesar de trabalhar para uma organização inimiga à Chrnos, ela tem uma queda não tão secreta por Tren e nós nos identificamos muito com seus ataques de fangirl ao longo da série!

Dogue Dimadome (ok, não sabemos qual é o nome dele, mas o chamamos assim porque ele sempre usa um chapéu gigante como aquele personagem dos Padrinhos Mágicos) está sempre com Kyoko, e quase no final descobrimos que ele é o maior gato *-*



Então é isso, gente! Não são muitos episódios, vale a pena ver! Mas ATENÇÃO: O FINAL É UMA MERDA!!!!! Não continuaram com toda a história do mangá!! Veja até o episódio 20 e seja feliz :)


Bjos,
Carol

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...